Planejamento é muito mais que uma estratégia. De fato, é através dele que você define aonde quer chegar e programa a ordem dos passos que serão necessários.

Além disso, planejar-se é garantir um bom desempenho. Quando você se planeja, você garante que os objetivos e metas que você previamente estabeleceu não serão esquecidos. Dessa forma, quando você se desviar um pouco do seu caminho, você pode muito bem se lembrar do que planejou e voltar para os trilhos novamente.

Por isso, no post de hoje, vamos falar a respeito do planejamento mensal: como você pode organizar seu mês de atividades a fim de conseguir um desempenho eficaz e manter-se no caminho rumo aos seus objetivos. Assim, vamos te apresentar 5 dicas para você realizar um bom planejamento mensal. Continue lendo!

Por que um planejamento mensal é importante?

importanciadoplanejamentomensal.png

Conforme já dito, planejar-se mensalmente é garantir que as atividades e os compromissos do mês serão desempenhados com qualidade e no prazo correto. Além disso, ter um planejamento é essencial para que você tenha uma rotina e evite aborrecimentos decorrentes de “não saber o que fazer”.

Ainda, programar-se para o mês é importante para promover uma boa gestão das suas tarefas e evitar/minimizar imprevistos e adversidades.

Dica nº1: Defina um foco para o mês

foco.png

O primeiro passo para você fazer um planejamento mensal eficaz é: defina um foco para o mês. Definir um foco para o mês é saber qual é a sua prioridade, para que, assim, você possa direcionar atividades e projetos.

Além disso, é a partir desta definição do foco do mês que você poderá orientar futuras demandas, agendar ações para realizar as coisas que precisam ser feitas e até mesmo conferir se o tempo que você está gastando está na proporção correta para você alcançar o objetivo desejado.

Dica nº2: Anote os compromissos

anoteoscompromissos.png

Nesta parte de anotar os compromissos é que reside o grande diferencial do planejamento semanal para o mensal. Enquanto no planejamento semanal você anota as tarefas e compromissos (se estes existirem) da semana, no planejamento mensal você anota somente os compromissos, ou seja, eventos com datas marcadas para serem cumpridas.

Dessa forma, no planejamento mensal você só anota os eventos pontuais para ter uma “visão geral” do próximo mês. Isso vale para as reuniões da empresa, consultas médicas, entregas de trabalhos ou provas (se você for estudante), etc.

Dica nº3: Defina metas

metas.png

Estabelecer metas é uma maneira excelente de direcionar as tarefas. Além disso, é partir das metas mensais que você consegue estipular quais são as atividades que devem ser realizadas em blocos de tempo ao longo do mês. É também estabelecendo metas que você pode conferir se está perto ou longe do seu objetivo.

Por exemplo, vamos supor que a sua meta seja perder 5 kg neste mês. Depois que você já definiu as metas, você pode começar a estabelecer ações que convertam para essa meta. Neste caso, algumas ações seriam melhorar significativamente a sua alimentação, incluir atividades físicas na sua rotina, etc.

Dica nº4: Estabeleça prazos

prazos.png

Estabelecer prazos é essencial para que você se programe. Além disso, ao definir um período de tempo, você consegue identificar atrasos e encontrar medidas para recuperar o cronograma.

Ainda, mesmo que imprevistos aconteçam, você consegue enfrentar as surpresas com mais facilidade. Basta ter responsabilidade e determinação.

Dica nº5: Crie um modelo de acompanhamento

modelodeacompanhamento.pn

Do que adianta elaborar um planejamento mensal lindo se você não vai acompanhá-lo? Lembre-se que se você não dar sempre aquela checada nos eventos e compromissos, você não irá se lembrar deles.

Por isso, escolha um app ou alguma outra ferramenta que você possa acompanhar o planejamento do seu mês. No nosso app, você pode tanto acompanhar os eventos e tarefas do seu mês inteiro quanto acompanhar também o desempenho das suas metas. Ainda não baixou o nosso app? Então clica neste link.